quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

2ª feira cheia de surpresas (?)

Era pra eu ter postado na 2ª mesmo, mas sacomé né a preguiça os afazeres não deixam. =/

14/02/2011 – segunda-feira. Semana que começa interessante...

Pois é, a semana, aliás, o segundo dia da semana começou até bem, pra mim hohohoho. Levando em consideração que ontem, recebi visitas inesperadas, chatas, chatas e ... inesperadas, o que é beeeeem chato... Hoje foi um dia bom. =D

Dormi tarde porque na tarde de domingo, um povo inesperado chegou em casa inesperadamente. Acordou eu, meu pai, minha mãe, meu irmão, meu cachorro laranja, meu cachorro preto, minha cachorra branca, minhas plantas, meu rato que morreu... ér.. todo mundo mesmo! Foi TENSO, duas gurias ficaram atentando aqui, fazendo barulho, falando alto, fiz até macumba orações pra eles vazarem e eles fizeram isso 23:00 já!

14/02 Tinha o compromisso de encontrar minha prima Dani na casa dela ás 7:00 da manhã. Tava saindo de casa quando meu pai: “Vamo, eu te levo lá!” e eu: “Poxa pai, deixa eu ir de pirua! Andar de moto é mow tenso...” D:

“Bia, seja macho pelo menos uma vez na vida e deixe seu pai feliz, isso não é tão ruim, você vai chegar mais rápido e economizar R$2,00.”

Eu não gosto de desapontar o meu pai, gosto de provar pra ele que sou cabra macho e então o comentário dele me incentivou a ir de moto. Falei:

“Tá bom, pai, eu vou...” u__u

PAI DA BIA WINS!

Aos trancos e barrancos chegamos lá. Encontrei a Dani, andamos pra caramba até o ponto e por incrível que pareça, lá estava ele, meu sonho de consumo, minha eterna paixão. Aquele, aquela criação divina pela qual eu sempre senti meu coração bater mais forte... __

O ônibus executivo, o que vai direto pra rodoviária Tietê! *O*

O que tem as cadeiras mais confortáveis e convidativas para um soninho, aquelas cortinas, aquele som maravilhosamente bom, cheiro de ônibus novo. Ai ai.. apaixonei-me. *---*

A passagem custou caro, mas fiquei tão maravilhada em entrar naquele ônibus. É, foi a minha primeira vez! ;D

Bom, continuando, fomos conversando até chegar em nosso destino. Íamos passar por umas agências de emprego, sacomé né. Trabalho = Pilas! =D

I pilas forever.

Quando chegamos em uma dessas ruas, que tem o nome de data de nascimento, minha prima desceu do busão e eu fui atrás. Quando coloquei meus pés na calçada, ela olhou pra mim com uma cara de assustada e correu! ‘—‘

Poxa, foi tão nonsense que eu fiquei sem entender. Foi aí que ela parou, olhou pra mim e disse: “Puxa Bia, desculpa, por um momento eu esqueci que tinha trazido você, e quando te vi, me assustei pensando que você tava me seguindo.”

Vejam como sou amada e lembrada pelos meus parentes!

Ainda bem que - mesmo depois de uns segundos- ela lembrou de mim! imagina só, ela não tivesse nem lembrado que eu sou prima dela, ia me deixar no centro de SP á Deus dará!. =X

Por isso que eu uso o Orkut pra me auto afirmar! VOCÊS AINDA TERÃO QUE ME ENGOLIR MWAHAHHAHAHA

Depois disso, fomos entregar uns currículos na 4 de abril. Dani entregou um dela e eu, quando ia entregar o meu, vi: MEU CURRÍCULO TAVA SEM O MEU NOME! AAAAAAAAAAAAAAAA

Conspiração mais uma vez! Eu fiz o currículo bonitinho, com meu nominho lá e na hroa da impressão, ele sumiu! Simplesmente SUMIU, assim... Mas eu não tinha reparado, ou seja, eu tinha impresso meus nomes, mas duendes roubaram eles!

HMMM G__G

Procuramos uma lan house pra reemprimi-los e dando o primeiro piso lá...

Tá chovendo e meu tio lavando o carro dele... ¬¬ isso não vem ao caso, ignorem essa parte.

O chão começou tremer!

Olhei pra minha prima, uma expressão de medo, sim, pela primeira vez eu senti medo. Lol E ela me olhou com uma cara de tenso. A gente fugia ou não?! Se fugíssemos dali um prédio cairia em nossas cabeças? Ou chão desabaria e iríamos parar no inferno subsolo? Todas essas perguntas passaram-se na minha mente. Acho que na dela também...

Mas depois percebemos, apenas era uma balada, sim, uma baladinha subterrânea (ou não), a tremedeira no chão era ritmada, deu até vontade de dançar. E eu não sabia que existia esse tipo de coisa. Mas acho que isso é um engano... AAA sou noob, sei de nada! LOOL

Continuando, começamos andar pelas ruas tensas de SP, tropicando nos corpos inertes dos bêbados e dorgados, que em vez de deixar pra capotar em algum beco, caíam no meio da rua mesmo! Tinha um povo lá também que ganhava dinheiro na zona, mow medo. =X

Fomos em várias agências de empregos, e elas eram nesses prédios antigos do centro. Eram interessantes, sempre tinha um porteiro simpático e tal, pegávamos os elevadores. O engraçado é que na maioria dos prédios, nós entrávamos em um elevador pra subir até tal andar, e na hora de descer, pegávamos outro elevador e o tiozinho que pilota a máquina (elevador) era sempre o mesmo! Poxa, muitas vezes eu fiz cara de WTF o.O, mas aconteceu e teve um que eu ainda quase ri, o cara ficava batucando na porta do elevador. Não sei o que ele pretendia, se queria fazer um pagode, samba, Olodum ou catinguelê. Mas que foi engraçado e deu vontade de rir, foi. Mas o medo do cara tentar se vingar, sei lá, não permitiu que eu risse. =X

Depois disso, a fome bateu! Eu comprei três barras de cereais de banana (nesse momento meu irmão caiu da escada eu acho0 e uma coca-cola. E continuamos entrando nos prédios. Não sei se eu citei isso antes, mas os prédios como eram antigos, todos os andares eram iguais, os corredores estreitos, com aquelas portinhas de madeira, um cenário de filme de terror que fazia qualquer um trincar o c* de medo. Eu tinha medo de abrir uma porta, ou entrar em algum banheiro e encontrar um cadáver lá! Imagina só... é, seria legal! =D

A sede bateu e em um momento meu irmão ta gritando nesse momentoeu resolvi beber a coca. Isso enquanto estávamos em um andar vazio!

A Dani me falou: “Bia, bebe aí e depois nós vamos lá.” Logo, paramos no meio da escada – sim, porque esse não tinha elevador e__e – O lugar estava tranqüilo, nenhuma viva alma passava pelos andares, parecia um prédio fantasma. Mas foi só até a gente parar no meio da escada. Apareceu um cara descendo, tivemos que dar passagem. Foi aí que falei: “Nossa, de onde esse cara surgiu? Pensei que não tivesse ninguém aqui.” E voltei pro lugar que eu tava antes, então uma mulher brotou subindo e de repente não estávamos mais ‘’sozinhas’’ lá! Um povo subia, outro povo descia e ninguém mais ficava parado na escada. Esse povo surgiu misteriosamente do NADA! SIM, do nada! D:

A única solução encontrada foi parar na porta da agência.

A primeira coisa que eu fiz, foi tirar a coca da sacola pra poder enfim, bebê-la e ela simplesmente pulou da minha mão. Sim, ela pulou, só pra me sacanear. Minha prima falou pra eu abrir bem pouquinho a latinha, só até ela fazer o “tsss” e tirar o gás, senão já Elvis (isso porque ela caiu e amassou). Abri e ela fez o tiss e fomos felizes para sempre porque eu bebi ela todinha!!!! =D

/\ MENTIRA

Eu até abri um pouquinho, ela fez o “tss” e eu achei que fosse ficar tudo bem, mas não, era bom demais pra ser verdade... G__G

A Coca ficou parada um instante e quando eu ia bebê-la, começou borbulhar e sair aquele monte de gás pela pequena abertura e o líquido começou jorrar pela latinha e eu não sabia o que fazer. Começou molhar o chão do lugar, sorte que até aí, o povo que tava passando já tinha misteriosamente sumido! [Eram assombrações, constatei isso...]

Foi uma luta contra a lata da coca, até que eu levei um Cocality! Como diria o Tharley...

Depois que molhou o chão, eu me molhei, me sujei e tudo mais, ela simplesmente canso-se e eu pude finalmente começar a tomá-la. HOHO

5 minutos depois... *sid Moreira mode off*

“Ai Dani, não agüento mais!” , “Mas bia, foi nem metade da Coca ainda! Se não agüenta bebe leite! Mas você já é cabra homi, prove bebendo a Coca inteira!”, “Ah, ta bom... mas ta difícil, quer ajudar não?!”, “Não dá, não to com vontade, beba aí....”, “ta bom. Mas meu pai não pode saber que eu arreguei pra uma coquinha de 250ml. “

Foi sofrível, mas eu tinha gastado 1 real naquela coca. Beberia tudo, cada centavo gasto nela teria seu valor compensado. É, eu deixei uns centavos derramarem pelo chão, mas mesmo assim, foram só 7 centavos perdidos.

Depois dessa luta, fomos na agência, eu fiz uns testes de Q.I, achei fácil e a moça me parabenizou por eu ter errado só uma! Cof cof //bia convencida mode off

Já em outro prédio que entramos, esse desértico de verdade, enquanto esperávamos um elevador para descer, no fundo do corredor tinha um espelho, Dani começou olhar o que tinha lá do outro lado e eu, na curiosidade fui aproximando, aproximando e ... BATI A CARA NO ESPELHO!

O mais legal, é que aquilo não era um espelho e__e Era um vidro! E pra piorar, tinha uma mulher do outro lado, só nos observando! O__O

Aí ela entrou, em algum lugar, digo isso porque a silhueta dela sumiu do outro lado. E logo ela vinha vindo na direção do vidro (ou seja, na minha direção também), então o medo bateu, a tremedeira veio junto. Vai saber né! E se fosse uma menina desses filmes de terror. AI JESUS. Mas o elevador abriu e entramos rapidão. Não sabia se ria ou se chorava hauhauah. Vergonha, muita vergonha. A mulher deve ter achado que a gente, principalmente eu, tínhamos algum problema, só pode.

O dia foi bastante longo, tanto quanto o long cat. Resolvemos voltar e nisso, enquanto a gente tava procurando o ônibus bunitaum, lindaum, tesaum, gostosaum empresarial e não encontrávamos, resolvemos pedir informação pra um engraxate. O engraxate não manjava, mas estava engraxando o sapato de um cara sem braço, que nos apontou a direção! =D

É, o cara apontou, mesmo sem braço a gente entendeu pra que lado que era. Fomos, aguardamos o bus chegar e dormimos a viagem inteira da volta. Pelo menos eu, e acordei sendo engasgada por alguma coisa...

Nos despedimos e eu fui buscar meu irmão na escola. Bem, o dia foi desse jeito, sem tirar nem por, não sei se foi interessante a leitura, caro leitor. Mas que foi melhor do que ficar em casa coçando o saco foi.

Fim.

7 comentários:

  1. Pois é, segunda-feira triste... =X

    ResponderExcluir
  2. Bia... "cabra macho", o amor pelo... Buzão...
    Realmente eu rizo litros no seu blog! não terminei de ler... o curriculum sem o nome...kkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Aeeee ae ae aee aeee uhull \o\
    Tharley e Ivo, leram e comentaram!

    Aeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee \o\ \o\ \o\

    =DDD

    ResponderExcluir
  4. Nossa Bia, sua vida é cheia de tretas hein? Chama o Super Lask pra te ajudar ^^
    Rachei o Bico lendo esse post uheuehe

    ResponderExcluir
  5. HAUEHAUEHAUEHA' Tretas de todas as formas! XD

    O ruim é que ultimamente não tenho presenciado nenhuma treta. D:

    ResponderExcluir
  6. Que aventura, Bia!! Bom, na época que eu tomava Coca nunca deixava inteira... Na verdade, eu era obrigada a dividir - ter irmãos é isso aí! ¬¬ -, mas era bom não saber o quanto aquilo fazia mal. Kkkk! xD

    Bia, sempre na hora H te falta algo... A lei de Murphy deve reger sua constelação! *Que viagem! Oo*

    ResponderExcluir